Banco Central do Brasil (BCB)

Siga os Números | Pacotes de cobertura | Finanças e investimentos | Onde encontrar dados | BCB

O Banco Central é uma das entidades supervisoras do Sistema Financeiro Nacional – e há tantas, mas TANTAS atribuições sob sua alçada que é até difícil acreditar que uma única instituição dê conta de tudo sozinha. (Aliás, aqui vai um organograma incrível sobre Composição e Segmentos do Sistema Financeiro Nacional preparado justamente pelo BCB – que tal encontrá-lo nesse balaio para identificar melhor suas funções?)

Aqui, vamos tratar de alguns temas que podem ser pesquisados no site da instituição – mas saiba, de antemão, que essa é uma amostra mínima de tudo o que está disponível lá. Aproveite os caminhos mostrados por esse e-book como uma porta de entrada para o mundo de dados que podem ser consultados.

Vamos tratar de três assuntos. Primeiro, como encontrar dados sobre os bancos e outras instituições financeiras. Depois, como chegar a informações sobre juros. Por fim, onde estão os dados sobre inflação. Fora isso, dedicaremos uma seção separada à caderneta de poupança. Você pode acessá-la aqui.


  • Bancos, as peças da engrenagem: Bancos e outras instituições financeiras (como corretoras, cooperativas de crédito ou administradoras de consórcios) compõem o Sistema Financeiro Nacional, supervisionado por entidades como o BCB. Para fazer uma apuração, você eventualmente precisará encontrar detalhes sobre uma dessas empresas. Faça isso na seção Encontre uma instituição. Se você não souber nenhuma outra informação além do nome, isso já é suficiente para conseguir avançar. Veja:
e-book-pagina-do-bcb-bancos-1
Clique na imagem para abri-la e ver os números em detalhes

Ao clicar sobre a instituição que se pretende consultar, uma nova página traz uma série de dados sobre ela. São informações de todo tipo, todas juntas em um só lugar. Há desde dados cadastrais (como CNPJ e endereço da sede) e os nomes dos seus executivos (como membros da diretoria ou do conselho de administração) até a lista de tarifas cobradas pela instituição (aqui vai a do Banco do Brasil) e a rede completa de agências e postos de atendimento. Veja alguns dos dados disponíveis:

Clique nas imagens para abrir a galeria e ver os números em detalhes

Bônus: Quantos bancos existem no Brasil? E quantas cidades têm (ou não têm) agências bancárias? Em que estados estão localizadas? Os balanços mensais e anuais da composição do Sistema Financeiro Nacional, disponíveis aqui, trazem todas essas respostas. Outra série de dados acessíveis no site do Banco Central é o Ranking de Instituições por Índice de Reclamações, elaborado a partir das reclamações que recebe, por diversos canais de atendimento, sobre os bancos brasileiros. Lá constam informações detalhadas sobre as queixas e uma série histórica das instituições mais reclamadas. Para finalizar, é bom lembrar que vez ou outra um banco quebra – e isso é um problema enorme para os clientes. Aqui há uma lista completa de instituições em “regime especial” de gestão – sob intervenção do Banco Central, por exemplo. Vale a pena consultar.


  • Juros, o custo do dinheiro: Uma das variáveis mais importantes da economia é a taxa de juros. E para a cobertura de finanças e investimentos pessoais, conhecê-la é vital. No Brasil, a taxa básica de juros chama-se Selic e é definida pelo Comitê de Política Monetária (Copom), um órgão do BCB, em reuniões periódicas. Ela tanto serve de base para a definição dos juros cobrados nas diversas modalidades de empréstimos quanto para determinar o rendimento das aplicações financeiras. Aqui você encontra o histórico da taxa Selic desde que foi criada (ela está na coluna “Meta Selic”). Recorra a essa tabela sempre que precisar comparar rentabilidades ou custos.

Bônus: Por falar em juros, a seção Taxas de juros de operações de crédito traz dados sobre as taxas cobradas nas principais modalidades de empréstimo. Basta clicar sobre cada uma das opções para obter uma lista dos juros – e por banco. Nos links de “Histórico”, no canto inferior esquerdo, estão disponíveis dados antigos. Quem quiser pode até montar uma série histórica.

Fora isso, informações consolidadas sobre operações de crédito – inclusive sobre as taxas de juros cobradas nelas – estão disponíveis no Sistema Gerenciador de Séries Temporais do Banco Central. São dados sobre o mercado em geral, e não sobre cada banco em especial. Depois de acessar o SGS, procure o link “Indicadores de Crédito”, na coluna à direita. Para dados sobre as taxas de juros, basta selecionar uma das séries de dados da seção “Taxas de Juros”.


  • Inflação, o tamanho da alta dos preços: Se a taxa Selic é uma variável importante da economia, ela só existe porque o país adotou um sistema de metas de inflação. Para o investidor, considerar a inflação é crucial ao realizar aplicações com o objetivo de manter o poder de compra no longo prazo. Imagine alguém que guarde as economias para a aposentadoria em um investimento que renda 5% ao ano, enquanto a inflação anual está na faixa de 6%. Grosso modo, essa pessoa perde 1% do seu poder de compra a cada ano – já que a rentabilidade da aplicação não é suficiente nem para compensar a alta dos preços. Nesta seção do site do BCB, consta uma série com as metas de inflação (na coluna “Meta(%)”)e a inflação efetivamente registrada ano a ano (na coluna “Inflação Efetiva (IPCA % a.a.)”)

Bônus: O Sistema Gerenciador de Séries Temporais do Banco Central também tem dados sobre inflação. Na página inicial, é preciso acessar o primeiro link à direita – “Atividade Econômica” – e, depois, o item “Preços”. Ali estão as séries históricas dos principais índices de preços (como são chamados os indicadores de inflação).


Siga adiante:
A boa e velha caderneta de poupança

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s